CAMPO BELO/MG COMEMORA SEUS 142 ANOS

Publicado em: 28/09/2021

O CISAB SUL - Consórcio Intermunicipal de Saneamento Básico do Sul de Minas, parabeniza a cidade de Campo Belo, Minas Gerais pelos seus 142 anos. O município que comemora seu aniversário nessa terça-feira (28/09), é consorciada ao CISAB SUL desde 2017, tendo seus serviços de saneamento básico prestados pelo DEMAE- Departamento Municipal de Água e Esgoto. 

SOBRE A CIDADE DE CAMPO BELO

Em passado bastante remoto, existia onde hoje se localizam as Praças Minote Áurea, Cônego Ulisses e Rui Barbosa, um campo alegre e formoso, cercado por mato fechado. Esse campo e esse mato eram cortados pela estrada real que demandava à povoação de Candeias, servindo aquela clareira de refúgio ao viajante cansado. Veio daí o nome de Campo Belo ao pouso, que se transformou em povoação, em arraial, em vila e em cidade, segundo reza lenda que de boca em boca vem do século 17 até os nossos dias. O nome de Campo Belo aquela clareira teria sido dado por Romão Fagundes do Amaral, o qual, ao avistá-la, deslumbrado com sua beleza, exclamou: Que Campo Belo!.

Mas a primeira denominação oficial do povoado que se formava foi Ribeirão São João, motivada pelo ribeirão ali existente. Onde se situa a cidade de Campo Belo, segundo tudo indica, era uma zona inteiramente inabitada, formando mesmo espessa mata. Acredita-se, que o território no município foi outrora refúgio dos temíveis cataguases. Fugindo a tenaz perseguição do audaz bandeirante Feliz Jacques, refugiaram-se eles nos sertões de Tamanduá e de Piuí, conforme conta Diogo de Vasconcelos em História Antiga. Ora, sendo o território do município parte dos Sertões de Tamanduá, e às margens do Rio Grande, que os cataguases estavam descendo em sua fuga, é possível que, onde hoje se situa o povoado de Porto Mendes, à margem do rio Grande, tenha existido aldeamento de índios, pois naquelas paragens foram encontrados pedaços de panelas de barro, que dizem ter pertencido aos indígenas


Fonte: IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Compartilhe:


Fale Conosco pelo WhatsApp